“A distribuição dos cargos nos níveis hierárquicos para as mulheres ainda é desfavorável”, afirma Dórian Bachmann

No Paraná, a participação da população feminina no mercado de trabalho atingiu a maior taxa dos últimos 11 anos: 44,8%. O setor de serviços, por exemplo, tem uma ocupação por mulheres estimada em 60%. Por outro lado, a área industrial concentra apenas ¼ de colaboradores do sexo feminino.

 

Os dados, divulgados em outubro, fazem parte do 11º Benchmarking Paranaense de Recursos Humanos, estudo realizado em parceria entre a Associação Brasileira de Recursos Humanos do Paraná (ABRH-PR) e a Bachmann & Associados. O levantamento anual verifica dados de 12 indicadores com o objetivo de acompanhar as atividades das organizações do estado.

 

“Embora a população feminina tenha realizado muitos progressos quantitativos, a distribuição dos cargos nos níveis hierárquicos para as mulheres ainda é desfavorável”, afirma o coordenador da pesquisa e diretor técnico da Bachmann & Associados, Dórian Bachmann.

 

Ainda assim, ele observa que as empresas estão cada vez mais empenhadas em promover a participação feminina em cargos de chefia, criando condições para a diversidade. “Mas não adianta apenas colocar uma mulher na diretoria. É preciso criar essas condições para que ele chegue até ali. Se as empresas forem abertas, meritocráticas e tiverem um ambiente saudável, as mulheres acabam conquistando essas posições e contribuindo para melhores resultados”, aponta.

 

Bachmann deu uma entrevista na rádio CBN Curitiba sobre o tema, confira aqui: https://cbncuritiba.com/participacao-feminina-mercado-de-trabalho-parana/

 



Deixe uma resposta